sábado, 12 de janeiro de 2013

A passagem secreta dos papas

Passetto di Borgo

Passetto di Borgo (Interior)
Imagem: atlasobscura.com

A passagem secreta do Vaticano

Durante séculos, em caso de perigo de suas vidas, os papas podiam fugir de seu palácio através de uma passagem secreta a 10 metros de altura e com 800 metros de comprimento, que os levavam do Palácio do Vaticano até à Fortaleza de Santo Ângelo.

Esta passagem foi construída no interior de uma antiga muralha e é conhecida como “Passetto di Borgo” (“Corredor de Borgo” em italiano) ou simplesmente “il Passetto” ("A pequena Passagem"). Borgo é um distrito histórico de Roma, que tem sua fronteira com o Vaticano demarcada pela muralha com a passagem em seu interior.

A muralha onde foi construída a passagem originou-se na metade do século VI. Após o Vaticano ser saqueado pelos Sarracenos, no ano de 852, o Papa Leão IV ampliou a muralha para proteger melhor a cidade, deixando-a com 3 quilômetros de comprimento e 44 torres. Hoje, apenas alguns blocos de pedra da estrutura original são preservados.
Em 1277, o Papa Nicolau III ordenou a reforma desta muralha e construção da passagem acima desta, começando a atuar como ligação entre o Palácio Apostólico e o Castelo de Sant'Angelo. Em 1492 o Papa Alexandre VI patrocina a construção de um passeio superior sobre a passagem, que até então era aberta, transformando-a em uma galeria secreta área e simulada, sem que chamasse a atenção na arquitetura da cidade e dificultasse quem estivesse de fora ver quem passasse por dentro.
Do exterior você pode ver apenas uma parede, às vezes parecendo um aqueduto, mas seu interior é uma longa galeria para ser usada como rota de fuga por papas em perigo.

O Papa Alexandre VI a utilizou em 1494, quando o rei da França, Carlos VIII, invadiu a cidade.
Também o Papa Clemente VII, atacado por Carlos V, escapou juntamente com alguns cardeais para a segurança do Castelo de Sant'Angelo por essa passagem quando tropas do imperador do Sacro Império Romano-Germânico saquearam Roma e o Vaticano em 1527 e massacraram quase toda a Guarda Suíça nos degraus do altar-mor da Basílica de São Pedro. O castelo tornou-se o refúgio do Papa por sete meses, até que a peste surgida na cidade fizesse com que o cerco fosse levantado. Mesmo assim, para conseguir sua liberdade, foi exigida uma rendição formal e pagamento de 400 mil ducados.

Em 2000, como parte das comemorações do ano do Jubileu, séculos depois de ser construída, esta famosa obra de engenharia militar do Renascimento, também conhecida como “o corredor aéreo”, está aberta à visitação pública com hora marcada.

A passagem secreta no Vaticano (em vermelho)
Imagem: saintpetersbasilica.org

Para mais imagens, baixe a apresentação no link abaixo.
• Após acessar o link, ignore a mensagem informando erro para visualizar o documento, se esta aparecer. O problema é apenas na visualização, mas o documento está disponível para ser baixado sem problema.
• Clicar em "Arquivo" abaixo de "Passetto di Borgo (Vaticano).pps" e depois clicar em "Fazer download"; ou
• Ciclar na seta para baixo, abaixo da palavra "Arquivo" e ao lado do ícone da impressora.

Link para baixar o PowerPoint:
Passetto di Borgo

Passetto di Borgo (Visão a partir do Castelo de Santo Ângelo)
Imagem: en.wikipedia.org

A muralha com a passagem em seu interior
Imagem: elmonilloviajero.blogspot.com

Castelo de Santo Ângelo
Imagem: pt.wikipedia.org

Fontes:

Hoje Conhecemos...
Castelo Sant’Angelo, Roma, Itália

Castelo de Sant’Angelo
(Em italiano. Necessário o uso do tradutor do navegador da Internet.)

Wikipédia
Passetto di Borgo
(Em inglês. Necessário o uso do tradutor do navegador da Internet.)

Virtual Roma
O Passetto
(Em italiano. Necessário o uso do tradutor do navegador da Internet.)

4 comentários:

  1. Ahhh... eu estive em Roma, vi até o Papa e não sabia da existência dessa passagem! :( Claro que foi rapidinho, uma parada antes de ir à Toscana, mas gostaria de ter visitado. Devia ter desconfiado... esses cardeais são terríveis!
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até no Vaticano a fé é forte, mas a carne é fraca! Quando o bicho pegava, para fugir do fio da espada, era levantar a batina e sebo nas canelas em direção a um lugar seguro, para rezar melhor.
      Se o dinheiro não compra felicidade, nesse caso, pagou a passagem.

      Excluir
  2. Maravilha!
    Obrigado por prestar-me tão importante informação. Já que, náo posso ir a Roma, Roma vem até mim. De alguma forma, isto me dá um certo conforto.
    Até...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi João.
      Atualmente não é somente quem tem boca que vai à Roma. Quem tem Internet também!
      Sugiro conhecer a Capela Sistina, em outra postagem que fiz, com um link para uma visita virtual que acho muito interessante.
      Convido você para novas viagens em outras postagens.
      Um abraço.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...