quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Bandeira de Pernambuco

As bandeiras de Pernambuco e da Revolução Pernambucana

Pernambuco
Imagem: flavio52arruda.blogspot.com

A bandeira da Revolução Pernambucana de 1817

A bandeira da Revolução Pernambucana de 1817 foi idealizada pelo padre João Ribeiro de Melo Montenegro. A pintura ficou a cargo de Antônio Álvares e o alfaiate José do Ó Barbosa se encarregou da costura. Foi apresentada pela primeira vez em 02 de abril de 1817.

Não há consenso sobre os significados de seus símbolos.

Segundo a Wikipédia a cor azul do retângulo superior simboliza a grandeza do céu pernambucano; a cor branca representa a paz; o arco-íris (verde, amarelo e vermelho) representa a união de todos os pernambucanos; o sol é a força e a energia de Pernambuco e a cruz representa a fé na justiça e no entendimento. As três estrelas representam as províncias participantes da revolução: Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.
Na Constituição escrita pelos revolucionários pernambucanos havia a previsão de acrescentar novas estrelas  à bandeira, na medida que novas províncias aderissem à república.

Bandeira da Revolução Pernambucana
Imagem: pt.wikipedia.org

A atual bandeira de Pernambuco, originada na bandeira revolução de 1817, foi oficializada pelo decreto nº 459, de 23 de fevereiro de 1917, pelo governador Manuel Antônio Pereira Borba, na comemoração do centenário desta revolução. A única modificação foi a adoção de apenas uma estrela, caracterizando o estado no conjunto da Federação. 

Marcelo Duarte, em seu livro “O Guia dos Curiosos - Brasil”, afirma que a atual bandeira traz no fundo as cores tradicionais de Portugual: azul (céu) e branco (paz). A cruz representa a primeira designação do Brasil (Ilha de Vera Cruz). O arco-íris indica o começo de uma nova era. A estrela amarela na parte superior é o estado de Pernambuco, iluminado pelo sol do futuro.

Bandeira do estado de Pernambuco
Imagem: pt.wikipedia.org

«

Para saber mais sobre a Revolução Pernambucana de 1817, acesse o link abaixo:
http://historiasylvio.blogspot.com.br/2013/11/revolucao-pernambucana-de-1817.html 

«

Fontes de consulta:


Pro Parnaíba

Domingos José Martins ( um benemérito do correio parnaibano )

http://www.proparnaiba.com/domingos-jose-martins-um-benemerito.html  

Escola Edgar Nunes Batista

Marcelo. O Guia dos curiosos – Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. p. 231.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...