terça-feira, 19 de agosto de 2014

Historiadores

19 de agosto - Dia do Historiador

Um historiador é um indivíduo que estuda e escreve sobre a história, preocupando-se com a narrativa contínua e metódica dos fatos, estabelecendo relações de causas e consequências entre diferentes tempos e espaços.
O historiador investiga e interpreta criticamente os acontecimentos, buscando resgatar a memória da humanidade e ampliar a compreensão da condição e produção humana. Seu trabalho se baseia na pesquisa de documentos, como manuscritos, impressos, gravações, filmes, objetos e fotos, além de depoimentos orais. Depois de selecionar, classificar e relacionar os dados levantados em bibliotecas, arquivos, entrevistas e estudos arqueológicos, ele data o fato ou o objeto, confere autenticidade e analisa sua importância e seu significado para a compreensão do encadeamento dos acontecimentos.

Embora o termo historiador possa ser usado para descrever tanto os profissionais quanto os amadores da área, costuma ser reservado para aqueles que obtiveram uma graduação acadêmica na disciplina. Alguns historiadores, no entanto, são reconhecidos unicamente com mérito em seu interesse, treinamento e experiência em determinado assunto. 
Tornou-se uma ocupação profissional na França, na década de 1880, através do interesse governamental em registrar uma “história oficial”, mantendo historiadores em grandes empreendimentos de pesquisas e publicações, bem como financiando escavações arqueológicas.

Historiadores têm verdadeira obsessão em entender as origens e motivos das coisas, estabelecendo  relações de tempo e espaço, vinculando-as com outros eventos e seus desdobramentos comprovados e possíveis.

Áreas de atuação dos historiadores:
• Ensino e pesquisa
• Organização de acervos públicos e privados
• Fornecer informes técnicos de preservação
• Assessoria em museus e casas de cultura
• Assessoria em áreas políticas e culturais

A proposta de homenagear os historiadores no Brasil é de autoria do então senador Cristovam Buarque. A lei nº 12.130, de 17 de dezembro de 2009, sancionada pelo então Presidente da República em exercício José Alencar, regulamentou o dia do historiador no Brasil como 19 de agosto, numa homenagem à Joaquim Nabuco, que nasceu no dia 19 de agosto de 1849. Nabuco foi historiador, diplomata, jurista, jornalista, político e um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Sua atuação teve grande importância no processo de fim da escravidão no Brasil.

19 de agosto - Dia do historiador

Fontes de consulta:

My Heritage
19 de agosto – Dia do historiador

Saiba História
19 de agosto – Dia do historiador

Martinslândia na História
O Dia do Historiador

Só História
Profissão: historiador

Wikipédia
Historiador

Wikipédia
Joaquim Nabuco
http://pt.wikipedia.org/wiki/Joaquim_Nabuco 

Historiadores & Amadores da História & Amantes da História

19 de agosto - Dia Mundial da Fotografia

No dia 19 de agosto é comemorado também o dia mundial da fotografia, numa feliz coincidência de datas, uma vez que historiadores e fotógrafos registram o tempo e imortalizam momentos.
A data foi escolhida numa referência à 19 de agosto de 1839, quando a fotografia foi anunciada oficialmente ao mundo na Academia de Ciências da França, em Paris, consagrando o Daguerreótipo, processo desenvolvido pelo francês Louis Jacques Mandé Daguerre.

No Brasil a data escolhida para homenagear os fotógrafos foi 08 de janeiro, por ter sido em 08 de janeiro de 1840 que o abade Louis Compte, capelão do navio-escola francês L’Orientale, aportou de passagem na cidade do Rio de Janeiro trazendo de Paris uma máquina de daguerreótipo. No dia 16 de janeiro de 1840, o abade realizou três demonstrações do funcionamento do processo e apresentou ao imperador D. Pedro II um daguerreótipo que fixou uma imagem em placa de cobre com sais de prata. Entusiasmado com a invenção, o imperador brasileiro – aos 14 anos de idade – adquiriu em março do mesmo ano um aparelho encomendado ao comerciante Felicio Luzaghy, em Paris. Deste modo, Dom Pedro II foi o primeiro fotógrafo brasileiro (e da América Latina).  
Há controvérsias sobre as datas para comemoração do dia do fotógrafo no Brasil. Muitas fontes creditam a data de 16 de janeiro de 1840 como o dia do desembarque do abade Compte no Rio de Janeiro, apresentando a máquina daguerreótipa no mesmo dia à D. Pedro II. Outras fontes afirmam ser improvável a chegada ao Brasil e contato com o imperador no mesmo dia, mantendo o espaço de 8 dias entre a chegada e a audiência em 16 de janeiro, documentada pelo Jornal do Commercio de 17 de janeiro de 1840.

Fotografia : uma invenção francesa no Brasil ?

O pintor e naturalista francês Antoine Hercules Romuald Florence, chegou ao Brasil em 1824, estabeleceu-se em Campinas (SP), onde realizou uma série de invenções e experimentos em relação à fotografia. No ano de 1830, Florence inventou o seu próprio meio de impressão que teve o nome de Polygraphie. Sem conhecimento do que estava acontecendo na Europa, Florence continuou suas pesquisas e descobriu em 15 de agosto de 1832 uma nova possibilidade de reproduzir pela luz do sol, a qual passou a se chamar Photographie. Em janeiro de 1833 (5 anos antes da apresentação oficial da fotografia em Paris), Florence utilizou em Campinas câmeras escuras com uma chapa de vidro e papel sensibilizado para a impressão por contato.
Afastado do centro acadêmico e comercial europeu, o pioneirismo de Antoine Florence foi ignorado, uma vez que a primeira patente sobre o processo da fotografia foi registrada em Paris pelo francês Louis Daguerre, em 1839.

19 de agosto - Dia do fotógrafo

Fontes de consulta:

Spider Webs
19 de agosto: Dia mundial da fotografia

Blog do Tidi
08 de janeiro – Dia nacional da fotografia

Girafamania
Início da fotografia no Brasil

Wikipédia
Hercules Florence
http://pt.wikipedia.org/wiki/H%C3%A9rcules_Florence 

2 comentários:

  1. Olá, Silvio.

    Parabéns pelo dia do historiador!
    Fico encantada com as suas postagens, principalmente, as que são a respeito de trens. Quando eu era criança, eu e minha mãe íamos à cidade de Santo Amaro (terra de Caetano Veloso), de trem. Esse trem vinha da cidade de "Catuíçara", que passou a ser cidade de Bom Jardim e hoje, cidade de Teodoro Sampaio. Nas laterais das classes do trem tinha as letras - RFFLB - Rede Ferroviária Federal Leste Brasileiro. Tinha também o "Motriz" que vinha da mesma cidade, passava aqui em Jacuípe com destino a Salvador era quatro horas de viagem para a Capital.
    Na estação comprávamos as passagens para o trem que era de 1ª, 2ª, ou 3ª classe. Tinha o telégrafo aquele aparelho que transmitia mensagens para o chefe da estação caso o trem atrasasse. Era grande expectativa a chegada do Trem e do Motriz. Hoje, não existe mais, as linhas foram arrancadas, a estação foi invadida e transformada em residência.
    Mais uma vez, parabéns pelo seu dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos parabéns Suely.
      Passar pelos anos sem aprender com o tempo e transmitir este aprendizado para os outros não é viver, é apenas existir.
      Oscar Wilde disse que "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe!"
      Através da História (e da Psicologia) tento apreender e compreender este mundão que nos cerca e compartilhar algo útil com as pessoas.
      Abraço.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...